Bolsas sociais EPIS 2017

Realizou-se no passado dia 27 de novembro, no Museu do Oriente, a 7ª Edição da atribuição das Bolsas Sociais EPIS 2017 aos alunos que, pelo seu mérito, e às escolas, que pelas boas práticas de inclusão social, se destacaram durante o último ano letivo. No Agrupamento de Escolas Amadora Oeste foram premiados 4 alunos da Escola Seomara da Costa Primo e o Espaço + da Escola EB23 D. Francisco Manuel de Melo.

No auditório do Museu do Oriente, e na presença do Prof. Dr. João Costa, Secretário de Estado da Educação, do Dr. António Vitorino, Presidente da EPIS - Empresários pela Inclusão Social -, do Dr. Carlos Monjardino, Presidente do Conselho de Administração da Fundação Oriente, entre outros dignatários, teve lugar, pelas catorze horas, a entrega de 55 bolsas sociais EPIS 2017.

Desde 2011, a EPIS já distinguiu 132 alunos e mais de 50 escolas e instituições pelas suas boas práticas de inclusão social, tendo atribuído, desde então, um total de 198 bolsas, num investimento de 267 milhões de euros, o qual conta com o apoio de 59 investidores sociais.

Este ano o programa de bolsas sociais EPIS de 2017 representa um investimento global de mais de 74,400€, superior, em termos comparativos, aos 43,600€ investidos em 2016. Assim, existem este ano quase 20 categorias de bolsas sociais com um recorde de 17 investidores sociais e 10 doadores individuais: Banco Santander Totta, BP Portugal, Cofaco Açores, Deloitte, Fertagus, Fundação AGEAS- Agir com coração, Fundação Amélia de Silva de Mello, Fundação Galp Energia, Fundação GlaxoSmithKline, Fundação Oriente, Grupo Generg, Grupo Pestana, Servier, Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, SoroptimistInternational Clube Lisboa Caravela, VHumana e Vitacress.

Relativamente ao Agrupamento de Escolas Amadora Oeste, na Categoria 2. Deloitte e Vhumana - Boas práticas organizativas de promoção da inclusão social de jovens carenciados e/ou em abandono escolar através da Educação, Formação e Inserção Profissional, foi premiado o projeto Espaço+, da responsabilidade da Associação de Pais e Encarregados de Educação da EBI/JI da Escola Básica D. Francisco Manuel de Melo. Por decisão excecional do Júri, que apoiou o lançamento ou expansão de projetos de elevado mérito, foi a supradita Associação de Pais e Encarregados de Educação premiada com uma bolsa de estudo no valor de 400€, durante 3 anos.  O projeto “Espaço Mais”, dinamizado pela Associação de Pais, visa a promoção de atividades que facilitem a aprendizagem, a gestão do tempo e a aquisição de competências académicas, intelectuais e interpessoais, através da supervisão da organização e supervisão de atividades dentro da escola. De acordo com o regulamento da Categoria 2, o Júri deliberou a conversão da bolsa em apoio ao projeto, num montante de 600€, a atribuir em 2017, e de 600€, em 2018, para apoiar exclusivamente alunos com ASE e mediante a apresentação de um plano e calendário de ações e investimentos justificativos.

Na Categoria 4. Banco SantanderTotta. - Mérito académico de alunos do 9ºano de escolaridade em escolas de todo o país, foi premiado o aluno Evandro Diogo da Costa Correia que frequenta o 10º ano, turma um, na Escola Secundária Seomara da Costa Primo, e que concluiu o 9º ano de escolaridade no ano letivo transato com média de 3,73. O aluno foi premiado com uma bolsa de 400€, a ser atribuída durante 3 anos, com base no elevado mérito académico atingido no final do 9ºano e na ambição demonstrada para o prosseguimento de estudos.

Na Categoria 11. Fundação Oriente - Mérito académico de alunos no 9ºano de escolaridade com origem no sul, sudeste e extremo oriente asiático, foi premiada Jani Bhikha, aluna originária da Índia, presentemente a frequentar a turma 1 do 10º na Escola Seomara da Costa Primo e que concluiu o 9º ano, no ano letivo passado, com média de 4,09. A aluna foi premiada com uma bolsa de 400€, com duração de 3 anos, por cumprir os requisitos de ser originária do continente asiático, por se encontrar a estudar em Portugal há mais de 3 anos, pelo elevado mérito académico atingido no final do 9ºano e pela ambição demonstrada no prosseguimento de estudos.

Na Categoria 17. Fundação Amélia de Mello - Mérito académico de alunos do 9ºano em escolas de todo o país, foi premiada Tatiana Andrade Moreira, a qual frequenta a turma um do 10º ano na Escola Seomara da Costa Primo, e que terminou o 9ºano de escolaridade com média de 4,20. A aluna foi premiada com uma bolsa de 400€, a atribuir durante 3 anos, devido ao elevado mérito académico atingido e à ambição demonstrada para o prosseguimento de estudos.

Na Categoria 12. Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol recebeu, pelo terceiro e último ano, uma bolsa de 400€, o aluno Fábio Alexandre da Conceição Pereira Morais Caldas, o qual frequenta o 12º ano do Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva na Escola Secundária Seomara da Costa Primo.

Os responsáveis pelo projeto Espaço + e os alunos premiados este ano letivo foram acompanhados à cerimónia pelas respetivas famílias, pela mediadora EPIS, professora Ana Cristina Aguiar, responsável pela formalização das candidaturas às Bolsas Sociais EPIS, pela Dra. Vanessa Correia, que sugeriu e acompanhou uma das candidaturas, e pelo Diretor do Agrupamento de Escolas Amadora Oeste, Dr. Rui Fontinha.

 

 

Marcações: 2017/2018, Epis

Imprimir